Skip links

Sustentabilidade: Tratamento de Efluente na Indústria Avícola

Onde são gerados os efluentes:

São diversos os processos dentro de uma indústria de ovos ou avícola onde são gerados efluentes, como por exemplo, numa lavanderia, refeitório, sanitários, desinfecção de veículos, desinfecção dos equipamentos e instalações de pasteurização, lavagem dos ovos e sanitização. A maior parte do volume de geração de efluentes está na matéria orgânica oriunda da limpeza dos equipamentos e produtos durante o processo de produção. Estes resíduos são destinados para a Estação de Tratamento de Efluentes Industriais (ETE), que opera através de processo físico-químico.

Crédito: Katayama Alimentos

Grande parte dos ovos produzidos no Brasil é consumida in natura, porém, os ovos podem ser processados e comercializados na sua forma líquida ou desidratada (em pó), e oferecidos com seus componentes separados, isto é, somente as claras, as gemas ou então ambos misturados.

A Katayama Alimentos, no mercado há quase 80 anos, é uma indústria consolidada e internacionalmente reconhecida pela qualidade e excelência na produção de ovos. Iniciou suas operações com uma pequena granja em Guararapes (SP) e, aos poucos, com muito esforço e união, foi crescendo até se tornar essa gigante do setor.

A indústria trabalha focada em qualidade e confiança e não mede esforços para assegurar as conformidades necessárias para que seus produtos sejam elaborados sem nenhum risco à saúde pública. Além disso, a Katayama Alimentos está totalmente alinhada à política de biosseguridade, promovendo e garantindo o bem-estar animal e a segurança dos alimentos aos seus consumidores.

 

 

Outro fato relevante é a sustentabilidade e a preocupação com o meio ambiente. A indústria investe na preservação por meio da utilização racional de recursos naturais, evitando o desperdício de água e energia. Realiza a gestão sustentável de resíduos, preservando as áreas de proteção animal dentro de suas instalações. 

 Movida a desafios, a Katayama Alimentos sempre investiu em pesquisa e tecnologia. Está há oito anos sem usar antibióticos em suas aves, sendo recertificada em 2020 com o “Certificado Ovos Livres de Antibióticos” pela WQS – A QIMA Group Company, especializada em auditorias e certificação alimentar.

Conquistou ainda o Certificado de Conformidade Halal – certificação essencial para empresas que pretendem expandir suas áreas de atuação no mundo. Trata-se de uma garantia de que todo o processo produtivo respeita os critérios estabelecidos na lei islâmica.


 Crédito: Katayama Alimentos

Werjen e Katayama Alimentos: uma sólida parceria de sucesso

Em meados de 2014, a Katayama Alimentos iniciava mais uma etapa do seu crescimento com uma nova fábrica voltada ao processamento de ovos líquidos pasteurizados. Para que esse projeto fosse consolidado com sucesso, a empresa necessitava de um sistema para o tratamento de seus efluentes.

A gigante produtora de ovos manifestou interesse de que toda a ETE fosse viabilizada por meio de um único fornecedor e que os equipamentos fossem de extrema qualidade, para seguir com os seus mesmos padrões de excelência. O sistema deveria ser eficiente, de fácil operação e contínuo (a maioria dos sistemas para granjas não são contínuos), além de atender todas as normativas de lançamento.

Priorizando qualidade e tecnologia, a Werjen mostrou-se pronta e capaz de atender todas as necessidades expostas pelo cliente. Ao receber o projeto inicial da Katayama Alimentos, a equipe de engenharia da Werjen iniciou os estudos para entender quais seriam os equipamentos e processos necessários na construção da obra.

.

Crédito: Werjen

Finalizado o projeto conceitual, iniciamos as adequações de acordo com as linhas de geração de efluente, com a topografia do terreno e com a área destinada à ETE, trabalhando na alocação de cada equipamento e layout final.

Durante semanas, idealizamos cada parte da estação, baseada em estudos e informações concretas, levantando quais seriam os melhores equipamentos para atender 100% da demanda. Para compor a ETE listamos: um equalizador, estação elevatória de esgoto, peneira, calha parshall (medidor de vazão), corretor de pH, flotador, centrífuga decanter, rosca transportadora e aeradores.

Crédito: Katayama Alimentos

O maior responsável pela remoção de carga é o processo físico-químico, por meio do sistema de flotação Augere para efluentes industriais, porém ele é uma parte da ETE. Todo o conjunto funcionando em harmonia é responsável pela eficiência contínua. Durante todo o processo, do projeto às obras, a sólida parceria firmada entre as duas empresas foi nosso grande aliado.

A Katayama Alimentos sempre esteve aberta a nos apoiar e nós nos mantemos focados em entregar o melhor resultado. Sem dúvida, entendemos que se juntássemos as forças, os benefícios seriam recíprocos. Instalada em 2014, a nossa ETE continua em pleno funcionamento. Durante esse tempo, a empresa cresceu e se desenvolveu e o sistema continua suportando às suas necessidades, tratando uma média de 15 m3/hora de efluentes, 24 horas por dia.

Além disso, a destinação correta desse efluente tratado, colaborando para a preservação do meio ambiente, não era somente uma exigência legal, e sim a iniciativa de uma empresa responsável e correta, como a Katayama Alimentos.

Uma vez que juntamos duas empresas sérias, responsáveis e dispostas a firmar uma parceria de respeito e sucesso, não poderíamos ter tido um desfecho melhor!

× Whatsapp